VOCARE - Episódio 01

Amados irmãos, Graça e Paz da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo!
Somos convidados a cada dia anunciar o Cristo fazendo com que sua palavra ressoe em todo o mundo. Atendendo a esse chamado o Ministério para Seminaristas com alegria vem apresentar a Web Série “VOCARE”.
A cada novo episódio seremos convidados a ouvir a Palavra e refletir sobre nossa realidade nas casas de formação espalhadas por todo o Brasil e assim reinflamar em nós o chamado inicial feito pelo próprio Cristo.
Divididos de forma mensal, os episódios serão alternados entre cada um dos estados de nosso país levando assim a Palavra aos diversos seminários existentes. Queremos anunciar o Cristo e, com Ele, buscarmos ainda mais o caminho de santidade!
Em nosso primeiro episódio contamos com a participação do Ministério para Seminaristas do estado de Minas Gerais representado pelo coordenador estadual Fernando Augusto (Arquidiocese de Juiz de Fora) e o representante da comissão para comunicação do estado de Minas Gerais Rafael Nascimento (Arquidiocese de Juiz de Fora) que refletem sobre o tempo quaresmal.
Que esses vídeos possam servir de canal para a boa nova do Cristo em nossas casas de formação, mas também entre tantos que sentem o chamado do Senhor a servir e servir em santidade!
Grande abraço, que Deus nos abençoe sempre!
Unidos pelo Avivamento


Edson José Ribeiro Ferreira
Comissão para Comunicação – Ministério para Seminaristas


Deixemo-nos guiar pelo Espírito no deserto



Deixemo-nos guiar pelo Espírito no deserto

Brasília, 18 de Fevereiro de 2015.

Caros irmãos, a Paz e a Graça da parte de nosso Senhor Jesus Cristo!
Escutamos e iremos escutar muito durante esse ano: “Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito” (Gl 5,25), não é? Se perguntarmos para qualquer carismático o que vem a ser “viver no Espírito”? Talvez saiba dizer muitas coisas. Contudo, para dizer sobre “andar no Espírito” não é tão simples, porque devemos primeiro saber “onde andaremos” ou “onde estamos andando”.
Eis que o Senhor nos convida a entrar no tempo litúrgico da Quaresma. Eis o “onde” devemos andar HOJE! Não pensemos que estaremos sempre na mesma estrada. A cada momento percorremos estradas cada vez mais diferentes. Mas a estrada que o Senhor nos indica HOJE para andar é a Quaresma.
Enquanto o nosso núcleo rezava segunda (16/02), o Senhor nos deu a Palavra de Mc 1,9-15. Está certo que essa Palavra-tema é para o nosso Grupo de Oração (São Miguel Arcanjo) – que se reunirá, pela primeira vez esse ano, amanhã (19/02) -, mas o Senhor me dava o discernimento que é um convite para todos nós. Não simplesmente entrar na Quaresma como todos os anos, com uma passagem bíblica “clichê” desse tempo litúrgico, mas eu, em nome do Ministério para Seminaristas, convido-vos a lembrar o tema da RCC para esse ano e fazer uma ligação com o Batismo e a Tentação de Jesus.
Nosso Senhor recebe o Espírito Santo. O Espírito o impele a ir ao deserto. Nos quarenta dias de JEJUM e ESCUTA, Jesus é tentado, mas é servido pelos anjos. Depois sai a anunciar o Evangelho dizendo que completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo, indicando o povo a fazer penitência e crer no Evangelho (utilizo aqui a tradução da Bíblia Ave Maria).
Grifei acima as palavras Jejum e Escuta, pois é o pedido que o Senhor faz a nós nessa Quaresma. Jejum como algo mais do que sabido por nós. Mas a Escuta é algo que desde muito tempo vem sendo dito na RCC, principalmente nos últimos tempos, e podemos, nessa reflexão quaresmal, perceber dois tipos: na Palavra e na Eucaristia. Fico maravilhado com as formas que o Senhor nos deixou para escutá-Lo e encontrá-Lo vivo e ressuscitado! O mesmo Jesus que morreu e ressuscitou a cerca de dois mil anos atrás, é o mesmo Jesus que se encontra na Palavra e na Eucaristia. Escutamos o Senhor na Palavra proclamada na Santa Missa sentindo o coração arder como os discípulos de Emaús (Lc 24,25-27.31-32), e O vemos e reconhecemos na Eucaristia (v.30-31); escutamos Jesus na Lectio Divina e O vemos no prolongamento visível da Missa que é a Adoração Eucarística (cf. Sacramentum Caritatis, nºs. 66-67). E que grande maravilha esse dom de encontrar Jesus tão próximo de nós em nossos seminários! Entretanto, Jesus Ressuscitado se encontra em outros lugares disposto a ser VISTO e ESCUTADO, lugares tais que nos obrigam a quebrar nossos “esquemas” e sair da nossa “zona de conforto”.
Para encontrarmos o Senhor, precisamos vê-Lo primeiramente na Palavra de Mt 25,31-46, que diz exatamente sobre o “critério” ou o “crivo” que passaremos no Juízo Final para recebermos a vida eterna ou o castigo eterno. O Ressuscitado se dispõe a ser encontrado também no pobre, no sofredor, no doente, naquele que precisa ser OUVIDO, VISTO, ACOLHIDO, AMADO! Mas como é que consigo quebrar-me? Como consigo sair de mim? Como consigo sair dos meus confortos e ir até os que sofrem? É necessário um CORAÇÃO ADORADOR!
O que tem a ver: Adoração com Caridade com os pobres?
Pe. Antônio José, do RJ, dizia, lá na Reunião do Conselho Nacional da RCC (22/01), que a palavra “adoração” na Bíblia tem alguns significados: RENDIÇÃO, SUBMISSÃO, COLOCAR-SE À DISPOSIÇÃO, SERVIR DEDICADAMENTE, RECONHECER O VALOR, GRATIDÃO. Não é necessário pensar muito sobre esses significados para ver que adoração é também ato de AMAR o RESSUSCITADO. Para isso, precisamos pedir ao Senhor que arranque nosso coração apegado às comodidades e nos dê um novo coração (Ez 36,26), um CORAÇÃO MISERICORDIOSO.
O Papa Francisco, em sua mensagem para a Quaresma desse ano de 2015, nos ensina o que é ter esse coração misericordioso: “Ter um coração misericordioso não significa ter um coração débil. Quem quer ser misericordioso precisa de um coração forte, firme, fechado ao tentador mas aberto a Deus; um coração que se deixe impregnar pelo Espírito e levar pelos caminhos do amor que conduzem aos irmãos e irmãs; no fundo, um coração pobre, isto é, que conhece suas limitações e se gasta pelo outro. Por isso, amados irmãos e irmãs, nesta Quaresma desejo rezar convosco a Cristo: ‘Fac cor nostrum secundum cor tuum – Fazei o nosso coração semelhante ao vosso’”. E ainda: “Amados irmãos e irmãs, como desejo que os lugares onde a Igreja se manifesta, particularmente as nossas paróquias e as nossas comunidades, se tornem ilhas de misericórdia no meio do mar da indiferença!”.
Então, irmãos, peçamos ao Senhor que é VIVO E RESSUSCITADO que nos dê nessa Quaresma a graça de um coração misericordioso para andarmos com o Espírito pelo deserto, adorando o Senhor na Palavra e na Eucaristia, mas também nos irmãos mais pobres. Esse caminhar de conversão faz de nós oferta, tornamo-nos cinzas, tornamo-nos pó. Não deixemos que a chama no altar do sacrifício se apague quando as cinzas forem retiradas, pois o fogo jamais deve ser apagado (cf. Lv 6,1-6), ou seja, a presença do Espírito é o que nos garante passar pelo deserto até o fim, fazendo-nos ter compaixão, sofrer com o outro, sentir até a fome e a sede de Jesus no irmão pobre.
Que a Virgem Aparecida, padroeira do Brasil, possa interceder a Jesus para que Ele nos dê o Seu coração.
Abraço fraterno!


Thaisson da Silva Santarém
Seminarista da Arquidiocese de Brasília
Coordenador Nacional do Ministério para Seminaristas – RCC Brasil

Carta Circular - Fevereiro 2015



Brasília, 02 de Fevereiro de 2015

Caríssimo irmão, a Paz e a Graça da parte de nosso Senhor Jesus Cristo!

Cristo ressuscitou! Aleluia!
Nós adiantamos a alegria pascal esse ano! Vimos e demos testemunho que temos um irmão ressuscitado e intercedendo por nós junto a Deus – Luiz Gustavo Eccel –, e nossa alegria se completa pela ressurreição de nossas vocações nesse 35º RENASEM. Comigo aconteceu essa ressurreição! Vivi como muitos o ano passado como um tempo de Cruz, onde perdi tudo, até as motivações vocacionais. Mas fora tudo providência de Deus que queria que todas as minhas construções da carne e de esforço humano fossem ao chão para que a obra fosse construída a partir do Espírito.
“Sois assim tão levianos? Depois de terdes começado pelo Espírito, quereis agora acabar pela carne? (Gl 3,3), é necessário perder para ganhar!”, foi o que o Senhor nos exortou em nosso Despertar para o RENASEM, em Brasília. "Gl 5,25)emos de acordo com o ESpRCC: "ir do Espas as minhas construçor"nda obedi E isso é o que o Senhor pede a toda a RCC com a moção para esse ano: “Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito” (Gl 5,25). Não estamos sendo exortados a simplesmente “dar testemunho”, até porque dar testemunho não significa se mostrar aos outros, dizendo o que EU fiz ou o que EU não fiz, mas é um ato de esvaziamento através do qual reconhecemos as nossas misérias e a ação misericordiosa de Deus para conosco, onde reconhecemos o cumprimento do Evangelho em nossas vidas, atualização da Palavra em nós, obra totalmente de autoria divina, nenhum mérito nosso.
E que mérito de Deus em nossas vidas e no nosso Ministério para Seminaristas! O Senhor escolheu o menos capacitado para estar à frente deste Ministério que é obra de Deus, um servo pecador que começou a se dispor a ser moldado pelo Senhor. Como a surpresa da escolha de Davi (1Sm 16,4-13) ante seus irmãos guerreiros, recebi a surpresa de tomar à frente não por escolha humana ou por virtudes, mas pelo amor que o Senhor infundiu em mim por esta obra. E a promessa feita a mim não foi as glórias das vitórias de Davi, mas a advertência do zelo de pastor para com as ovelhas confiadas: “Davi deveria estar junto do seu povo na batalha. Não estava no lugar certo. Por isso perdeu o
 Pentecostes, perdeu a unção. Estar no lugar certo é estar ao lado do Senhor. Nosso primeiro chamado é estar com o Senhor e não fazer pelo Senhor” (Pe. Gilson).
Não tenho medo da missão, pois quem recebe o Espírito não tem medo, mas sim a ousadia no Espírito; além da coragem do Espírito o que me acalma é o fato de saber que não estou sozinho, somos uma grande família RENASEM que se une na oração e na partilha. Por isso não temo e sei que com a proteção da Virgem Maria e a intercessão poderosa da Beata Elena Guerra, alcançaremos juntos a vontade de Deus.
Como nos disse Dom Azcona, não podemos voltar ao homem velho após a Ressurreição, após receber o Batismo no Espírito. O homem velho já foi crucificado! Devemos andar como libertos das ações da carne, e isso é viver no Espírito! Viver no Espírito é amizade com o Espírito, é relacionamento de adoração, isso faz com que a nossa prepotência seja vencida pela humildade de reconhecê-Lo não como hóspede, como alguém que só reside, mas quem preside a nossa vida, quem governa tudo.
Irmão, sejamos RENASEM todos os dias em nossas casas de formação! Oração e Partilha é o que nos abre à condução do Espírito. Clamemos todos os dias uma nova efusão do Espírito Santo para que nossos vasos de barro não fiquem vazios nos estudos, na pastoral, na convivência; sem o Espírito não somos nada, não podemos fazer nada, nem falar “Senhor” podemos sem a força do Espírito. E recebemos o Espírito por meio da Virgem Maria, pois Ela intercede para que o Pentecostes continue acontecendo em nossos Cenáculos, em nossos grupos de oração; e também porque Ela nos ensina a humildade de deixar-se conduzir pelo Espírito e andar de acordo com Ele.
Que Nossa Senhora Aparecida, Mãe do nosso país, e o nosso intercessor e servo do Espírito Santo Luiz Gustavo possam nos ajudar a viver este tempo com o Ressuscitado, tempo de adoração, tempo de preparação para o Avivamento.
Um abraço fraterno de seu irmão em Cristo e que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com vosso espírito! Amém.

Thaisson da Silva Santarém
Seminarista da Arquidiocese de Brasília

Coordenador Nacional do Ministério para Seminaristas - RCC Brasil

Ministério para Seminaristas marca presença no ENF 2015



Entre os dias 21 e 25 de Janeiro na cidade de Aparecida, realizou-se mais uma edição do Encontro Nacional de Formação (ENF) da Renovação Carismática Católica. Com dias de oração, louvor, adoração e formação o ENF contou com mais de nove mil participantes neste ano.






No dia 21 ocorreu a missa de abertura do ENF 2015 presidida pelo  assessor eclesiástico da RCC do Brasil e arcebispo de Belém/PA Dom Alberto Taveira que convidou a todos os presentes a "entrarem nesse ENF com coração e ouvidos de discipulos!"







Dando continuidade ao evento o segundo dia foi dedicado a um convite intenso a voltarmos à essência da RCC, sermos carismáticos de fato e propagar a cultura de Pentecostes como bem frisou Michelle Moran, presidente do ICCRS. 













O Workshop do Ministério para Seminaristas contou com a presença de cerca de 30 seminaristas que puderam juntos partilhar um pouco da experiencia vocacional de cada um. Contamos também com a presença de Dom Pedro Brito, Arcebispo de Palmas/TO e  Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB. Dom Pedro dirigiu a cada um dos presentes uma bela reflexão acerca do chamado vocacional e da simplicidade como Deus age através de cada um daqueles que são seus. Por fim utilizou-se de orientações aos seminaristas dadas pelo Papa Francisco para pensarmos juntos o futuro da Igreja no Brasil.


O terceiro dia do ENF 2015 teve seu inicio com a Santa Missa presidida por Monsenhor Jonas Abib. Em sua homilia, Monsenhor Jonas refletiu acerca do chamado vocacional dizendo que "Ele te chamou pelo nome, assim como chamou cada um dos apóstolos. Seu ministério é um desígnio de Deus, com todo o peso da palavra desígnio".



No segundo dia de Workshop tivemos a presença de mais seminaristas e foi dada continuidade as partilhas vocacionais, seguida de momentos de oração por todos aqueles que ingressavam nos seminários este ano. Em um segundo momento os seminaristas se uniram aos sacerdotes presentes para uma reflexão sobre a "fraternidade sacerdotal" conduzida pela Pe. Eduardo Braga e Silva (Pe. Dudu).

Durante todo o evento os seminaristas estiveram a frente das celebrações liturgicas, auxiliando em seu preparo e estando a serviço conforme necessário. O ENF 2015 marcou a cada um dos seminaristas presentes como tempo do novo de Deus, que nos convida a vivermos e caminharmos conforme o Espírito























Ministério para Seminaristas elege nova Coordenação Nacional

Confira nova Coordenação Nacional do Ministério para Seminaristas:

Seminarista Thaisson Santarém, Arquidiocese de Brasília/DF – Coordenador
Seminarista Rodrigo Ribas, Diocese de Ponta Grossa/PR – Secretário
Seminarista Walter Lima, Arquidiocese de Olinda e Recife/PE – Tesoureiro
Seminarista Anderson Jorge, Arquidiocese de Brasília/DF – Tesoureiro

Comissões:
Seminarista André Oliveira, Fraternidade Sacerdotal do Cenáculo– Intercessão
Seminarista Edson Ribeiro, Diocese de Leopoldina/MG – Comunicação
Seminarista Alexandre Monteiro, Diocese de Bragança Paulista/SP – Música
Seminarista Charles Jader, Comunidade Canção Nova – Novas Comunidades e Religiosos
Seminarista Washington Vieira de Oliveira, Arquidiocese de Fortaleza/CE - Liturgia
Seminarista Adeilton Ferreira dos Santos, Diocese de Porto Nacional/TO – Missão
Pe. Edilvan Nascimento, Arquidiocese de Aracaju/SE – Unidade com os Sacerdotes

Unidades regionais:
Seminarista Walter Lima, Arquidiocese de Olinda e Recife/PE - Nordeste
Seminarista Léo Rezende, Arquidiocese de Campo Grande/MS - Centro-Oeste
Seminarista Eduardo Pereira Araujo, Arquidiocese de Belo Horizonte/MG - Sudeste
Sul - Não definido
Norte - Não definido

As graças continuam

Está acontecendo em Florianópolis o 35º RENASEM, profeticamente chamado de RENASEM da Ressurreição. Sendo realizada a missa de abertura pelo Pe. Leandro Rech. O segundo dia do retiro iniciou com Tony Allysson conduzindo a oração da manhã, auxiliando os retirantes a adentrarem na graça de Deus. Nesta terça-feira esteve pregando o Pe. Gilson Oliveira, da Arquidiocese de Belo Horizonte/MG, o qual chamava a atenção de todos sobre a atual realidade dos nossos grupos de oração, fazendo uma retrospectiva dos primeiros RENASEM’s, partilhando que participa do retiro desde 1984. Logo em seguida, assumiu a condução do retiro Dom José Azcona, Bispo da Prelazia do Marajó, ambos continuam no retiro.
A presença de Dom Alberto Taveira, diretor espiritual do retiro é sempre constante e nesta edição, como nas outras ele acompanha em todos os momentos. Além disso, a Santa Missa desta terça-feira foi presidida por Dom Alberto e contou também com a presença de pessoas da comunidade de fé.
Neste dia esteve presente partilhando, a Presidente do Conselho Nacional da RCC, Katia Roldi Zavaris, que cada vez mais nos demonstra sua maternidade para com nosso Ministério. À noite houve a celebração do lucernário, encerrando as atividades deste segundo dia.
Simultaneamente ao RENASEM, acontece em espaço separado momentos do Ministério Cristo Sacerdote, onde os padres participantes do retiro partilham e rezam unidos.

Este RENASEM está contando com 310 participantes e segue até sexta dia 16.


Coordenação do Ministério para Seminaristas se reúne em retiro


“Deixem-se amar por Deus.” Esta foi a mensagem deixada pelo Pe. Leandro Rech durante a missa que deu abertura ao retiro da coordenação do Ministério para Seminaristas no último dia 07.
Seminaristas de todo o Brasil, aproximadamente trinta, estão reunidos em retiro o qual segue até dia 11 em Florianópolis/SC. Estes são coordenadores e assessores estaduais, coordenadores de comissões, tesoureiro, secretário e coordenador do ministério que se reúnem para juntos rezarem e prepararem o 35º Renasem que tem início na próxima segunda dia 12.
Sob a moção da RCC para 2015, o retiro tem como pregador o Pe. Sérgio Luis da Arquidiocese de Niterói/RJ e diretor espiritual do Ministério para Seminaristas do Rio de Janeiro.
No período da manhã os seminaristas participam de pregações e momentos de oração e a tarde se encontram em reunião para pensar carinhosamente nos mínimos detalhes do Renasem, para bem acolher os mais de 230 seminaristas já inscritos.
O Renasem tem inicio na segunda-feira dia 12 com Santa Missa às 20h no Colégio Catarinense em Florianópolis, sede do retiro. Os pregadores serão Dom Azcona, bispo da Prelazia do Marajó e Pe. Gilson Oliveira, da Arquidiocese de Belo Horizonte. Além deles, estarão presentes também Katia Roldi Zavaris, Presidente do Conselho Nacional da RCC e Dom Alberto Taveira, Arcebispo de Belém/PA e diretor espiritual do Ministério para Seminaristas. Está confirmada a presença também de Tony Allysson, que deve estar presente já na missa de abertura, a qual também tem como intenção a passagem de 1 ano de falecimento de Luiz Gustavo Eccel, o qual era Coordenador Estadual do Ministério para Seminaristas e faleceu durante o último Renasem em Palmas/TO.
Crentes na ressurreição, o Ministério para Seminaristas convida a todos da RCC Brasil a se unir em oração por este Renasem e aos que puderem para comparecer na Santa Missa de abertura.
Você pode acompanhar os passos dos retiros através do Facebook www.facebook.com/renasem e do site www.renasem.com.br.

Deus nos abençoe.

Comunicado

COMUNICADO SOBRE O TRANSLADO
Comunicamos que os translados do 35° Renasem, tanto do aeroporto quanto da rodoviária para o local do retiro terão início somente às 14h. Aqueles que desejarem se deslocar de outro modo, informamos que o Colégio Catarinense, local do retiro, estará disponível para recepção também somente após as 14h.
QUANTO A HOSPEDAGEM:
O 35° Renasem tem seu encerramento com o almoço do dia 16, sexta-feira. Logo após, haverá transporte para aeroporto e rodoviária. Não haverá hospedagem após. Importante lembrar que Florianópolis é cidade de grande número de turistas e a data do retiro, antes ou depois, é período de alta temporada.
Gratos pela compreensão de todos,
Coordenação do 35° Renasem

Vi e dou testemunho


Poucas horas nos distanciam do ano 2014, que para nós do Ministério para Seminaristas foi, de fato, o Ano da Graça de nosso Senhor Jesus Cristo, em que vimos Sua ação generosa na vida deste Ministério.
Fazendo uma retrospectiva, posso dizer com toda segurança que vi e dou testemunho de tantos fatos que fizeram amadurecer a missão do Ministério e a vocação de cada seminarista que dele participa.
Vi e dou testemunho...
... do acidente que ocorreu com os membros da coordenação nacional, no dia 12 de janeiro, no distrito de Taquaruçu, próximo a Palmas/TO. Naquele momento sentia a poderosa mão do Senhor nos conduzindo. Em meio a tantas dores, físicas e emocionais, a exemplo do falecimento do inesquecível Luiz Gustavo Eccel, Deus nos dava a força necessária para não nos entregarmos à tristeza. Do caos, Ele constituía um povo fortemente unido na oração, ladeado de tantos sirineus, que aliviavam o peso de nossa cruz. Além do mais, sem dúvidas, o Luiz Gustavo já intercedia ao Pai por nós!
... do Renasem da Cruz, em que as pregações, orações e testemunhos sinalizavam o que é, realmente, fazer a vontade de Deus, mesmo imersos num momento de dor.  
... das inúmeras pessoas que conheceram o Ministério para Seminaristas a partir daquele acontecimento. “O preço do Renasem da Cruz foi altíssimo: o sangue de um mártir!” já dizia um dos nossos.
... da participação de alguns dos nossos irmãos no ENF, em Aparecida, divulgando esta obra, e o testemunho que deram do Renasem da Cruz.
... dos Grupos de Oração que voltaram a acontecer ou que despontaram nos Seminários, em diversos locais deste imenso Brasil.                                                   
... dos Despertar para o Renasem, que foi, diga-se de passagem, o grande marco no dilatar as fronteiras do Ministério. Chegamos em terras antes inabitadas pelo Ministério ou que estavam meio adormecidas na missão. Foi um grande despertar. Já podemos ver os frutos!
... da ampliação da comunicação pelo site e pelo Facebook. Quantas curtidas, comentários e  compartilhamentos!
... dos Retiros Regionais e Estaduais que aconteceram em julho, constituindo momento forte de evangelização dos seminaristas, encurtando as distâncias, a fim de que esses pudessem beber da espiritualidade carismática.
... da participação efetiva dos seminaristas nos encontros promovidos pela RCC de vários Estados do Brasil.
... do antes do Renasem da Ressurreição, que está sendo aguardado com uma contagem regressiva, em que intercessores diversos rezam nesta intenção.
... de bispos e sacerdotes que reconhecem o Renasem como Obra de Deus!
... de leigos que hoje sabem o que é o Renasem, e além do mais divulga-o para os seminaristas.
... da quantidade de inscrições para o Renasem da Ressurreição, principalmente de seminaristas oriundos de Estados que não marcavam presenças neste retiro.
... Enfim, vi e dou testemunho dos inúmeros seminaristas que, neste intervalo de tempo, entre o Renasem da Cruz e o Renasem da Ressurreição, puderam estar mais próximos de Deus através do silêncio orante, buscando fazer a Sua vontade.
Diante de tudo isso, só nos resta rezar com o salmista: “Que poderei retribuir ao Senhor Deus por tudo aquilo que Ele nos fez?” (cf. Sl 115,3).
Sigamos em frente, pois um olhar providencial de Deus vela por esta obra! Nos veremos, em breve, no Renasem da Ressurreição, de 12 a 16 de janeiro de 2015, em Florianópolis/SC.
Feliz e abençoado Ano Novo!

Luiz Antônio de Araújo Guimarães
Seminarista da Arquidiocese de Maceió
Secretário Nacional do Ministério para Seminaristas


Dom Azcona convida para o Renasem