Servidores da Alegria

Cardeal Walter Kasper

Ed. Loyola, 2008, 132 pp.
Na comemoração dos cinqüenta anos de sua ordenação sacerdotal, o teólogo Cardeal Kasper, atualmente presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, desenvolve uma profunda e ampla reflexão teológica sobre a existência e o ministério dos presbíteros, com o objetivo de fortalecer sua identidade e motivação.
O autor fundamenta a convicção e a esperança de que o sacerdócio terá futuro, apesar de tudo e em meio a todas as dificuldades. Recomenda formas criativas de pastoral vocacional que podem ser úteis, porém, antes de tudo, é preciso falar aos jovens sobre a vacação sacerdotal e orientá-los espiritualmente. A forma mais convincente de pastoral vocacional é o encontro de jovens com os padres que refletem o esplendor da verdade da fé e sua beleza interna e os atestam com confiança e alegria.
O livro é composto de oito capítulos. O 1º capítulo apresenta o sacerdócio fazendo uma retrospectiva dos últimos 50 anos e lança um esperançoso olhar para o futuro.
No 2º capítulo, ao tratar da existência cristã, faz uma interpretação cristológica do sacerdócio.
O 3º capítulo mostra a condição sacerdotal na missão apostólica, a vocação dos primeiros discípulos, o fundamento dos apóstolos etc.
O 4º capítulo tem por título: “O sacerdote, um homem do Espírito”. Com uma clareza inédita, e uma profundidade teológica que lhe é peculiar, o Cardeal Kasper fala do celibato por causa do Reino dos Céus e do caráter espiritual do ministério sacerdotal.
Os quatros últimos capítulo aprofundam o ministério sacerdotal, partindo do Cristo Bom Pastor e mostrando o padre como testemunha do evangelho; como aquele que está a serviço da reconciliação (o valor do sacramento).
Conclui apresentando o Sacramento por excelência (a Eucaristia) como fonte e objetivo da existência sacerdotal.
Na celebração da Eucaristia, todo o sacerdote sempre de novo, há de haurir força, ânimo e alegria. A Eucaristia deve ter prioridade em tudo, deve ser o centro que dá sentido.