SER CARISMÁTICO - 1º PARTE

A Paz, caros irmãos!

Peço sua oração intercessória para esta série de artigos com o tema: Ser Carismático.
Esta série objetiva explicar algumas características da espiritualidade, do jeito de ser, de orar, e de viver, de quem segue o estilo da Renovação Carismática Católica.



Hoje vamos partilhar sobre “Algo Novo na Igreja?”

Em um primeiro momento de aproximação de reuniões ou de pessoas que vivem a espiritualidade da RCC (Renovação Carismática Católica) podemos pensar que se trata de algo inédito, novo, diferente, e até esquisito e estranho dentro da Igreja…

Ao ver as pessoas batendo palmas, cantando alto, balançando o corpo ao ritmo da música, louvando e glorificando a Deus, orando numa “linguagem incompreensível”, e falando de fé, amor, curas, e revelações de Jesus, etc, muitos chegam a pensar que se trata de uma imitação de cultos evangélicos pentecostais para atrair de volta os católicos que foram para igrejas pentecostais.

Na verdade, é novo e não é!!

Se lermos atentamente o livro dos Atos dos Apóstolos, e várias cartas do Novo Testamento, veremos que nos inícios da Igreja é exatamente assim que os primeiros cristãos viviam sua espiritualidade.

“Unidos de coração frequentavam todos os dias o templo. Partiam o pão nas casas e tomavam a comida com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e cativando a simpatia de todo o povo.” (At 2, 46s)

“Com grande coragem os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus. em todos eles era grande a graça.” (At 4, 33)

“Enquanto isso, realizavam-se entre o povo pelas mãos dos apóstolos muitos milagres e prodígios…
Também das cidades vizinhas de Jerusalém afluía muita gente, trazendo os enfermos e os atormentados por espíritos imundos, e todos eles eram curados.” (At 5,12.16)

“E todos os dias não cessavam de ensinar e de pregar o Evangelho de Jesus Cristo no templo e pelas casas.” (At 5, 42)

“Estando Pedro ainda a falar, o Espírito Santo desceu sobre todos os que ouviam a santa palavra… eles os ouviam falar em outras línguas e glorificar a Deus.” (At 10, 44-46)

“Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: Alegrai-vos!” (Fil 4, 4)

“Sob a inspiração da graça cantai a Deus de todo o coração salmos, hinos e cânticos espirituais.
Tudo o que fizerdes, por palavra ou por obra, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” (Col 3, 16b-17)



Conclusão: Em relação aos últimos séculos, é novo!
Em relação à história da Igreja e do Cristianimos, é o que há de mais antigo!!
É uma espiritualidade que era vivenciada nos inícios da Igreja e hoje, por iniciativa do Espírito de Deus, voltou a brotar dentro da Igreja!
É uma espiritualidade totalmente bíblica, em comunhão com a Palavra de Deus! É uma grande graça para quem quer experimentar!

No próximo artigo falaremos sobre O LOUVOR – O que é, qual sua finalidade, e o seus efeitos.

Deus te abençoe, pelas mãos da Esposa do Espírito!

seu irmão,
Ulisses CN

FONTE: blog.cancaonova.com