SER CARISMÁTICO - 5º PARTE

Paz de Jesus, caros irmãos!!

Após alguns meses voltamos a partilhar sobre “O Grupo de Oração”.

No artigo anterior dentro da série “Ser Carismático” falamos um pouco da Condução da Reunião do Grupo de oração.



Hoje vamos falar sobre o Princípio 2 – ” o momento do Espírito Santo”, ponto forte da reunião.
Peço já que Ele, o Espírito de Deus, venha guiar verdadeiramente tudo que virá a partir de agora neste artigo, em Nome de Jesus, para Glória do Pai!

Como partilhei no artigo anterior toda a Condução de uma Reunião de Grupo de Oração precisa ser um grande momento do Espírito Santo!! Ele que deve ditar livremente a condução em cada reunião. Não podemos obrigar o Espírito e Sua Unção a se enquadrar num esquema inflexível onde toda a sequência do que vai acontecer está previsto humanamente.

Não dá pra prever quando será a hora de cantar canções invocando a Presença e a ação do Espírito, por exemplo. Não dá pra prever inflexivelmente quando será a hora para a assembléia toda silenciar e se colocar na escuta de Deus!

Princípio 2: Preparação sim. Ensaios ok. Tudo isto é necessário e bom.
Mas, na hora H o mais importante é o animador, ou condutor, e o ministério de música nem se fale, estarem abertos e dóceis totalmente à inspiração, à moção, do Espírito naquele instante. Quando acolhemos uma moção e vamos cumprindo o que ela determina, ao término, ou até antes, o Espírito já nos dá a moção para o momento seguinte na sequência da reunião.

Posto isto, muitas vezes há, e é importante que haja, um momento onde somos conduzidos por Ele para focar nossa oração, nossa canção, nossa adoração, na própria pessoa do Espírito Santo!
Este momento é crucial para alimentar e aprofundar o relacionamento da assembléia com a Pessoa do Espírito, assim como para que pessoas que estão ali e nunca tiveram sua experiência com o Espírito, não foram batizadas no Espírito, possam se colocar abertas e entregues ao Espírito a fim de receberem tais graças, que certamente mudarão suas vidas!

Alguns carismas do Espírito normalmente já começam a se manifestar neste momento.
Para os intercessores, sempre é bom lembrar, o tempo todo da reunião é momento para estar abertos aos carismas e às moções e revelações do Espírito.

O Espírito vai assim dando direcionamento aos condutores da reunião para aquilo que Ele quer realizar “hoje” no grupo de oração. A cada reunião Ele dá uma ênfase diferente! Em uma é o Batismo no Espírito. Em outra é o Perdão. Em outra é a Cura física. Em outra é a Cura Interior! Em outra é a Libertação das opressões e ataques do Maligno! Em outra é o fortalecimento da Fé! Em outra é o Amor de Deus! Em outra é a Batalha Espiritual! Em outra é o chamado à santidade! Em outra é o Amor fraterno! Em outra é o Louvor como estilo de vida e de linguagem! Em outra é o Poder da Oração! Etc, etc…

Cada grupo tem uma identidade dada pelo Espírito conforme as características da Assembléias e dos servos que compõe a equipe de serviço, ou o núcleo. Cada identidade portanto é mais inclinada, por iniciativa de Deus, a um certo estilo de temas e realidades espirituais. Mas, o grupo de oração da Renovação Carismática Católica, qualquer que seja sua identidade ou “especialidade” jamais, repito: jamais!, pode deixar de ser querigmático!!



Grupo de Oração que tem em sua identidade uma especialidade em temas e realidades somente doutrinários e de aprofundamento, já não é mais um grupo de oração 100% carismático propriamente dito!
Ou entrou numa etapa diferente de ser um grupo para formação e aprofundamento que pode também usar os carismas, o louvor, e etc (talvez uma comunidade eclesial de renovação, uma comunidade de aliança, uma comunidade de vida, esteja já em gestação…), ou o grupo se desviou mesmo da Vontade de Deus e do Direcionamento do Espírito!!



Deus te abençoe, pelas mãos da Esposa do Espírito!

seu irmão,
Ulisses CN
(ulisses@geracaophn.com)

FONTE: http://blog.cancaonova.com/podecrer/2009/01/14/ser-carismatico-5a-parte/

OBS: Esta série de Artigos vai terminando por aqui. Fica como sugestão os artigos do Blog PodeCrer, escritos pelo irmão Ulisses da CN. Fiquem todos com Deus!