RENASEM Tocantins




RETIRO ESTADUAL PARA SEMINARISTAS – 2015

“Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito” (Gl 5, 25)
SANTA TEREZA DO TOCANTINS, 07 a 8 de SETEMBRO de 2015

O Retiro Estadual para seminaristas do Estado do Tocantins foi marcado pela oração e fraternidade. Vivemos dois dias de uma profunda união com o Espírito Santo.
Logo na missa de abertura padre João Paulo nos conduziu e nos motivou a estender as mãos e apresentar tudo do nosso coração para vivêssemos um profundo retiro. Foi o que aconteceu. Vivemos um retiro de profunda intimidade com Deus.

Padre Heldeir (Pregador oficial do Encontro) nos orientou a ter uma vida segundo o Espírito, a partir de três passos:
1ª Verdade;
2ª Oração;
3ª Amor;
Para vencer as obras da carne é necessário revestir-se do Espírito Santo de Deus;
Nos afirmou também que nosso Exemplo para a vida no Esírito é Cristo e que não podemos tirar os olhos da cruz.
É preciso conformar a nossa vida a vida do Senhor;
O segredo para viver o celibato é alargar o coração e amar como o Senhor amou doando sua vida;
Em outra pregação no qual pregava sobre “Conduzidos pelo Espírito, retornai ao primeiro amor”, padre Heldeir nos conclamava que para retornarmos ao primeiro Amor é preciso renunciar a vida passada e nascer de novo como Nicodemos.
Não há como retornar ao primeiro amor, sem antes deixar o pecado que nos afasta de Jesus.
            O Senhor caminha conosco!
O padre afirmou também que Aquele que é batizado no Espírito gosta e precisa gostar de estar com o Senhor;
A chave para a nossa felicidade está em a gente se reconhecer limitado e que precisa da força do alto para alcançar a vitória sobre o pecado;
É preciso amar a Igreja, os santos e a tradição;
Quem vence o pecado? É aquele que não se arrisca!

Padre João Paulo na sua pregação sobre o “Na força do Espírito somos uma Igreja em ‘saída’”, nos orientou que hoje a nossa principal missão é nos formarmos bem no seminário para futuramente abraçarmos o povo que nos será confiada, sabendo que para cada missão, Deus nos concede uma nova unção.
Nós não podemos perder de vista o dia que Deus nos chamou. Foi alí o nosso pentecostes vocacional;
Se nós não alimentarmos e cuidarmos do nosso chamado, ele se esvai;